Tuesday, May 30, 2006

Lição de Drummond

© Lílian Maial


Em sonhos de poeta eu já te amava,
e a lua, enciumada, foi minguando.
A luz que iluminava a minha estrada,
brotava dos teus olhos de acalanto.

O amor se revelava em entrelinhas,
queimando a solidão de noites frias.
Teus olhos acenavam, mas não vinhas,
senão nas rimas mudas que fazias.

Por que tu não aprendes com Drummond,
agora que os motivos dele entendes?
Será que não consegues ver o dom

dos mestres que te inspiram sóis poentes?
Quem sabe a pedra saia do caminho,
se incruste no meu peito passarinho?

2 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»

July 01, 2006 3:08 AM  
Anonymous Anonymous said...

Very pretty site! Keep working. thnx!
»

July 17, 2006 7:51 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home