Tuesday, May 30, 2006

O Meu Amor

© Nathan de Castro


O meu amor tem mechas de poesia
que saltam sobre as telas da canção
e quando toco as mãos, a sinfonia
dos beijos toca as harpas da paixão.

O meu amor tem sol na melodia
que salta dos seus olhos, e a emoção
da rouca voz que sabe a sintonia
da paz, após o encanto da explosão.

O meu amor é coisa antiga e é coisa
nova. Vem de outros tempos e ora poisa
no meu silêncio e invade a alma poeta.

O meu amor é a Estrela que me chama,
acende a chama e em versos se declama...
Soneto da paixão que me completa!

4 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Tem de tudo pra demonstrar o que é o amor. Coisas de poeta mesmo! Alías, tudo que se precisa para repassar a quem amamos, basta cliacar nas páginas do Nathan que, tenho certeza, encontramos a mensagem que precisamos. Abraços.
Julio Sampietro

May 31, 2006 4:32 PM  
Anonymous Lílian said...

Nathan, Júlio acertou na mosca!
Esse amor de poeta, com promessas de versos, auroras e céu de estrelas, é a porta dos sonhos de amor dos humanos, simples mortais...
beijos,
Lílian

May 31, 2006 5:00 PM  
Anonymous dáguima verônica said...

"O Meu Amor"...Quem não gosta de sonhar? Mas se quiser vivenciar esse amor de sonhos é só viajar pelas poesias de Nathan...Doces, profundas,marcantes...

June 03, 2006 6:34 AM  
Anonymous Anonymous said...

Hmm I love the idea behind this website, very unique.
»

July 17, 2006 7:51 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home