Saturday, June 10, 2006

Bola Sete

© Nathan de Castro


Não chores sobre o leite derramado,
ainda há leite no ubre da Celeste.
O que passou, passou. Não é pecado
matar a bola usando a mão do reste.

Terias sido olhado e admirado
não fossem as manias de confetes
e as travas dos amores do passado,
quando o amanhã pedia novas vestes.

Querias ser um Rembrant na parede?
Espectador do jogo olhando a bola-
sete brincar de bico, enquanto a roda
do planeta girava à tua frente?

A vida passa e um quadro nunca chora
por tudo o que enfeitou inutilmente.

1 Comments:

Blogger Vicente said...

This comment has been removed by a blog administrator.

June 14, 2006 3:25 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home