Tuesday, May 30, 2006

Meu Passarim

© Rosa Pena


Hoje amanheci com sono e vi o dia sem planos e sem colorido. Não tinha o sol atrevido, nem você pra dizer “eu te amo” no meu ouvido. Atravessei apressada e quase esbarrei no jardineiro que catava contente as folhas que se despediam do verão. As águas de março chegaram neste novo mês. Percebi o sorriso encantado do homem para as flores teimosas que desobedecem ao outono e permanecem viçosas pro beijo dos beijoqueiros. Bem longe um pássaro jobiniava wave com o consentimento do Tom ou era ele próprio passarinando? Boba que sou tantas vezes e me parto inutilmente ao meio, sem perceber que você veio, está aqui, aliás, nunca saiu. Presente no sorriso do catador, no beijo do colibri, nas flores desobedientes, no canto encantado do pássaro Tom que fecha março sem pedras no caminho. Saudei finalmente abril.

1 de abril de 2006

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

July 17, 2006 7:51 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home