Monday, June 12, 2006

Namorada


© Nathan de Castro

Vestida de canções, ainda te vejo
num quadro na parede da memória
e o teu olhar acende esse desejo
de tê-la sempre e sempre em minha história.

Porquanto, sigo os trilhos desse brejo
e acendo a luz da antiga trajetória
na espera de encontrar algum lampejo
que saiba o pódio e os louros da vitória.

Eternamente a minha namorada,
a luz destes sonetos que um poeta
apaixonado, escreve, e, não se cansa

de repetir bem alto: -Oh! Esperança,
sem o teu beijo a estrela é esta caneta,
sem teu amor, o verso não é nada!

15 Comments:

Anonymous Anonymous said...

vc escreve com a alma dos poetas delirantes e quem lê sente o amor que tuas palavras transmitem. cada poesia, poema ou o que escrever deixa até o ser mais gelado sentir o calor do amor. parabéns! sou tua fã. Carmen rosane

June 12, 2006 2:35 PM  
Anonymous Lílian Maial said...

Belíssimo decassílabo, querido poeta!
Ficou delicado, romântico e muito bem feito.
Permita-me duetar contigo (logo, logo envio o meu soneto, OK?).
beijos,
Lílian

June 12, 2006 3:09 PM  
Anonymous Nadia said...

Ola Nathan....lindissimo este poema.....vc é muito inspirado!!!!Continue...e por falar em inspiração, passe na minha rua e veja as primaveras sobre o muro.As flores são um bom motivo pra motivar sua inspiração...Nádia

June 13, 2006 9:24 AM  
Anonymous Deni said...

Oi Nathan,
A leitura deste soneto me fez viajar no tempo. Por alguns segundos voltei a ser a menina, de 13 anos, que namorava pela primeira vez, e que me esforço pra manter viva dentro da mulher, que hj sou.
Abç

June 13, 2006 10:48 AM  
Blogger Emilsen said...

Querido poeta, Nathan, sou suspeita para falar de seus poemas, pois sabes que os admiro com paixão.
Deixo minha admiração para "NAMORADA"... é o amor em forma de poesia...é o amor saindo pelos poros!
Seu nome certamente ficará na história.
Beijos
Emilsen

June 14, 2006 9:36 AM  
Blogger Jade said...

Nathan, querido
Não existe, atualmente (que eu conheça) um poeta clássico, lírico, com a beleza dos seus sonetos.
Continue assim, lindo.
Grande abraço,
Jade

June 14, 2006 2:29 PM  
Anonymous Anonymous said...

MUITO XAROPE MANO!!!
SEM GRAÇA QUE SÓ.
UMA VERDADEIRA BOSTA!

June 14, 2006 4:57 PM  
Anonymous Dáguima Verônica said...

"Namorada"é doce...mágico!
Fiquei emocionada...
Li muitas vezes p/ beber as palavras...
Me passou a nítida sensação de que
só amamos aquilo que conhecemos!!

June 14, 2006 5:19 PM  
Anonymous Anonymous said...

Não hesite um segundo em retirar esse anônimo acima grotesco.
Agora sinceridade.
Lilian, Lilian, que decassílabo???
Se tem decassílabo aí você vai ter que corrigir 14.400 versos dos Lusíadas.
Querida, nem todos que passam por aqui são bobinhos.

June 14, 2006 5:45 PM  
Blogger Vicente said...

This comment has been removed by a blog administrator.

June 14, 2006 6:21 PM  
Anonymous Lílian Maial said...

Caro anônimo (risos),

Que eu saiba (posso estar errada), decassílabo é o poema cujos versos possuam dez sílabas poéticas, o que é o caso aqui. Assim, não compreendi seu comentário. Ou será que todos erramos as contas? Isso até pode acontecer. Se for essa a questão, por favor aponte-me o verso que não possua dez sílabas poéticas.
Quanto a serem todos "bobinhos", aí mesmo é que não entendi o que vc quis dizer. Peço que me esclareça o significado.
Grande abraço,
Lílian Maial

June 16, 2006 7:36 PM  
Anonymous Ana Carla said...

Nathan:

li,
reli,
trili,
li de novo....

quem é esta felizarda?? rsrsr

muito bom ver que, como você mesmo já havia me dito, não é necessário estar mal pra escrever estas coisas lindas....

fique bem!!! cada vez, mais!!


beijo, poeta!!!

June 17, 2006 11:32 AM  
Anonymous MIRLES ROCHA VALLE said...

AMIZADE VIRTUAL
DE MIRLES R. VALLE

TALVEZ TENHA SIDO POR UM OLHAR
OU POR SEU SORRISO MAROTO
SÓ SEI QUE PASSEI A GOSTAR
DE SER SUA AMIGA , MEU GAROTO.

FAÇO QUESTÃO DE SER TEU CONTATO
FAÇO QUESTÃO DE ESTAR CONTIGO
QUERO-TE SEMPRE AO MEU LADO
QUERO-TE SEMPRE COMIGO.

QUERO COM VOCÊ ME ILUMINAR
E COM ESSA LUZ TE AQUECER
QUERO DE TUDO CONVERSAR
TE ENSINAR E APRENDER.

QUE NOSSA AMIZADE NÃO TENHA TRISTEZA
NEM ÓDIO, NEM TAMPOUCO RANCOR
QUE TENHA SEMPRE COM CERTEZA
MUITA BONDADE E MUITO AMOR.

EU TE AMO IRMÃO E AFIRMO
COM UM AMOR MACIÇO E PERMANENTE
TE AMO MUITO COMO AMIGO
TE QUERO PERTO DE MIM PARA SEMPRE.


NAMORADA É LINDO E RETRATA MUITA PAIXÃO. EU NATHAN SOU UMA APAIXONADA POR SEUS ESCRITOS.SOU SUA FÃ INCONDICIONAL.

June 18, 2006 9:31 AM  
Anonymous Anonymous said...

Para Lilian Maial,

"É, eu sou a boba", seria minha resposta e, silenciosamente, eu riria dessa grande mentira.
"Somos todas um pouco bobinhas", eu talvez dissesse e risse dessa grande verdade.
"Bobinha é a tua nona", eu digo, não a oitava ou a décima sílaba, mas a nona.
Eu bebo teu riso, logo,
com um denodado sorriso maior.

beijos,
anônima

June 18, 2006 12:25 PM  
Anonymous Lílian Maial said...

Só tem doido nesse mundo!
Depois ainda falam dos poetas...

November 20, 2008 6:42 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home