Tuesday, December 05, 2006

Para Falar de Amor às Madrugadas


© Nathan de Castro


Teu corpo tem as curvas do oriente,
as flores dos desertos, as canções
de oásis perfumados e o repente
de todos os luares das paixões.

Teu corpo é fogo de estrela cadente,
sabor de amêndoas, favos e emoções:
_indecifrável fruto da serpente
que abriga sóis de mil e um vulcões!_

Teu corpo é essa poesia que derramo
para falar de amor às madrugadas.
-Coisa saudade é coisa de alvoradas!...-

O mato espera os beijos que declamo
e nada pode as contas do reclamo:
__ Vem, meu amor, compor nossas estradas!

3 Comments:

Anonymous Nardélio said...

Muito bom seu blog Nathan, conteúdo maravilhoso!

Vc é realmente um grande poeta, e a contribuição da Lílian Maial só fez abrilhantar sua página.

Parabéns aos dois!

Um grande abraço,
do amigo,
Narfe.

December 06, 2006 4:44 AM  
Blogger Pergaminhos said...

COMO VOS DISSE ES UM SONETISTA EXIOMIO MAS ISSO TODO MUNDO DEVE DIZER RSRS
ATUALMENTE INICIEI MEU BLOG AINDA NAO ESTOU DIVULGANDO MUITO POR RAZOES DE MUITO ESCREVER ASSIM PEÇO-TE QUE VISITE O MEU EM BREVE
ABRAÇOS.
TEU AMIGO POETA
CLAUDE FORGERON
PARIS, FRANÇA.

December 08, 2006 10:09 AM  
Blogger Livre Expressão da Lucilaine said...

Voltei de viagem e como sempre passo no seu blog para dizer como é belo tudo que escreve.
Beijo grande,
da amiga que anda cada vez mais distante do que gostaria...
Lucilaine

December 11, 2006 8:18 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home