Saturday, September 02, 2006

O Meu Amor


© Nathan de Castro


O meu amor é um sonho... Uma mentira
que freqüenta a poesia dos meus dias.
Canção de estrela... Verso que transpira
saudades de compor todas as melodias.

O meu amor é a terra que suspira
quando recebe a chuva... A fantasia
da letra que me envolve e gira, e gira
e gira, registrando o olhar... Fotografia.

O meu amor é cacho da imaginação.
Cacho de uvas verdes nas latadas,
semente nos quintais de páginas viradas.

O grande amor?... Não digo. Eu sei paixão!
Todos os meus pomares, a invernada,
a pétala da Estrela e a Lua... Quase nada!

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

a cada vez que eu leio um soneto do natã me sinto tranquila, esqueço dos problemas... é uma verdadeira terapia1
ligia teixeira

September 20, 2006 2:23 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home