Friday, September 29, 2006

Para Esperar a Noite


© Nathan de Castro


Eu já morri de amor por tantas vezes,
mas sempre volto em busca da emoção
que inflama no meu peito esses quereres
de ter os teus lindos olhos na canção.

Passam os dias, passam, passam meses,
morro outro ano e nasce outra paixão...
Ao fim, sei que cumpri com os deveres
de apaixonado e estúpido artesão.

Tecendo versos, sigo outro setembro,
trago na mala os beijos que relembro
em cada canto e em cada melodia...

Mas quando a noite, enfim, vier ao vento,
quero levar o encanto do momento
do encontro do luar com a poesia.

5 Comments:

Blogger Livre Expressão da Lucilaine said...

Querido Nathan,

Estive ausente do seu blog e não gosto disso.
Queria falar deste soneto, mas, vou destacar apenas um verso

"quero levar o encanto do momento
do encontro do luar com a poesia."
Disse tudo.

Beijos!
Lu

September 29, 2006 10:28 PM  
Blogger Lílian Maial said...

É lindo poder esperar a noite e ter a certeza do amor!
beijo,
Maial

September 30, 2006 12:30 PM  
Anonymous Paula said...

Oi pai! não conhecia a poesia Narciso. Achei q fosse a antiga do 1001 noites. Muito linda essa nova.
bjão pra ti!

September 30, 2006 3:44 PM  
Anonymous Márcia said...

"Passam os dias, passam, passam meses, morro outro ano e nasce outra paixão..."

É, eu também tenho esse coração teimoso demaaaaaaaaais!!!

Belo poema, amigo, parabéns!

Márcia Píramo

October 01, 2006 5:08 AM  
Anonymous DENISE LANE said...

AMIGO,NATHAN É SEMPRE GRATIFICANTE
VIR AQUI...SUA SENBILIDADE É ALGO MARAVILHOSO...PARABÉNS...

October 03, 2006 6:58 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home