Monday, March 23, 2009

Poeminha sem peça de reposição

© Nathan de Castro


Disse para o meu irmão:
__ Um dia encontro a poesia.
Ele sorriu e replicou:
__ Você a perdeu quando vendeu
aquele seu primeiro fusquinha azul
um/nove/meia/meia.
O tempo passou e hoje carrego o fardo
de um monza um/nove/nove/meia,
zerado e bebum,
feito o meu poeta!
Por onde andam aqueles
momentos com sabores de luas?

1 Comments:

Anonymous rosa pena said...

você ainda escreve em parceria com São Jorge.. beijos..rosa

April 06, 2009 1:25 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home