Saturday, August 05, 2006

Pretérito Imperfeito - Lílian Maial /// Gavetas - Nathan de Castro

Pretérito Imperfeito

© Lílian Maial


agudas esquinas, vultos em outdoors
passos imersos no passado
rostos estranhos
colo vazio
antiga música a machucar saudade
e um gosto acre-doce do que seria
velho leite derramado

há dias em que as lembranças
não deveriam pular da gaveta

===================================

Gavetas

© Nathan de Castro


Confesso que esqueci os teus olhos no riacho
de cachoeira e pedras de escrever serestas,
e guardei os meus versos tolos nas gavetas
como quem guarda um feixe de luz das estrelas.


De cima dos penhascos vislumbrei palavras
e pisei duas águas antes de banhar-me
no poço dos luares que escondi nas letras,
para ferir os pés sem acionar o alarme.


Perigo!... A terra gira as páginas de aquário
e corre de mãos dadas co’as águas ligeiras,
que buscam pelos mares de ondas altaneiras.


Gavetas guardam sonhos, versos e saudades,
não sabem nosso tempo e a cor da liberdade.
Deveriam guardar águas de cachoeiras.

6 Comments:

Anonymous Roziner Guimarães said...

A cada passo que dou pelas "vielas" da poesia mais me encanto com a criatividade dos poetas. Seu blog é só poesia desde as cores, os textos, a música até as imagens postadas. Adorei! Criei asas!

Parabéns! Forte abraço!

August 06, 2006 5:15 AM  
Anonymous Anonymous said...

Querido Nathan
Maravilhoso.Poetas cujo talento e competência são reconhecidamente fascinantes, começando por você e Lilian. Não dá vontade de sair mas de viver cada um dos poemas.
Meus parabéns ao grande e querido amigo Nathan extensivo a todos que aqui estão.
Parabéns e sucesso. Você merece!
Beijos
vânia

August 06, 2006 4:10 PM  
Anonymous rosa pena said...

Juntos vocês viram o mais que perfeito..e a gavetas guardando cachoeiras Nathanzinho é show..
beijos
rosa

August 06, 2006 5:34 PM  
Anonymous dioli said...

Paraabéns pelo site,

e pelos poemas.

August 07, 2006 4:45 AM  
Blogger Sheila Pavanelli said...

linda esta poesia...doce e profunda...m a r a v i l h o s a!
A idéia da água,cachoeira e os guardados da memória são muito doces,parabéns
Sheila

August 08, 2006 12:45 PM  
Anonymous Lucy said...

Lindíssima...sensível...para horas
de reflexão profunda,sem amargura ou desalento...apenas recordações,
patrimônio de alguém,talvez seu ou
meu...não sei.
Escreva sempre,use e abuse desse dom e conserve-o,reparta-o conosco!
Beijo em sua alma.
Lucy

August 09, 2006 6:53 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home