Tuesday, August 01, 2006

Soneto Para Dizer Nada


© Nathan de Castro


Somente o verso acalma o meu poeta
e acende a passarada das manhãs.
Voar fica mais leve se a caneta
sabe a saudade e o gosto das maçãs.

O amor foi um presente e me completa,
mesmo perdido e longe das canções...
A vida sem paixão é paz deserta,
sem lágrimas, perfumes e emoções.

Feliz, busco a palavra que não disse,
e digo nada... E nada é muito mais
do que todas as letras que cumprisse,

para enfeitar meus cantos madrigais.
Tenho a emoção do verso e essa doidice
de ver uns colibris nos meus umbrais.

2 Comments:

Anonymous Izabel T. da Rosa said...

Você fez um soneto para não dizer nada e disse tudo Nathan. Destaco: "... a vida sem paixão é paz deserta, sem lágrimas, perfumes e emoções."

Esse soneto eu tenho...Beijo grande lindo poeta!

August 01, 2006 4:49 PM  
Blogger Livre Expressão da Lucilaine said...

Nathan,

As lágrimas rolaram aqui. Não sei se foi o soneto, não se foi a música, não se se foi a combinação dos dois.
Lindo! Tocou-me extramamente.

Nem preciso dizer parabéns. Com certeza, sabe que está belo!

Beijo,
Lu

August 02, 2006 5:39 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home