Friday, June 18, 2010

Viver de Poesia


© Nathan de Castro

O que me dá gosto é saber que o tempo não volta.
Amanhã e depois de amanhã nunca mais serei eu.
Poetas são sábios de segundos. Não sobrevivem
para ver o poema crescer.
O meu consolo é que o amanhã acordará de nuvens
carregadas de antigas paixões.
Talvez eu morra de saudade mas, sinceramente, eu
prefiro morrer de poesia.
Sim, é preciso morrer de poesia e viver um poema
a cada dia.
Quem vive um poema a cada dia sabe o encanto de
um nascer do sol, e sabe que o amanhã pode trazer
todas as cores da estação, ou não.
Quem vive um poema a cada dia sabe que na poesia
existe um segundo escondido no espaço do tempo.
A gente chama isso de esperança.

4 Comments:

Blogger Mila said...

Encantada com tua sabedoria: "Poetas são sábios de segundos. Não sobrevivem para ver o poema crescer"
Lindas palavras!
Bjs
Mila Lopes

June 18, 2010 10:28 AM  
Blogger Letícia Mariano. ღ said...

Chamo isso de calma. Querer ver o poema crescer talvez seja um pouco de narcisismo, só pra dizer: olha só que belo poema, foi eu mesmo quem cultivei! haha

Titio poeta lindo, que bom que ressuscitou o blog!

beijinho da sobrinha linda também!

June 24, 2010 4:07 PM  
Anonymous CIRCE VIDIGAL said...

SABEDORIA

FELICIDADE

CUCA FRESCA

PALAVRAS SÁBIAS

CIRCE

July 18, 2010 8:15 PM  
Blogger SEMTREVO said...

Meu amigo Nathan

Lindas suas poesias, lindo o seu blog...
Nessa sua poesia vc descreveu bem o que são os poetas...Somos estranhos no ninho...
Um grande abraço da amiga
............. Olga .........

July 18, 2010 8:32 PM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home