Saturday, July 24, 2010

A vida é só um conto de ficção


© Nathan de Castro


Amor, meu grande amor, vem ver o dia,
as lágrimas dos campos orvalhados
e a música das rosas, que sorria,
para enfeitar teus lábios perfumados.

Amor, meu grande amor, toda a magia
do entardecer... Ah! Versos encantados,
que esperam pela estrela da poesia
e a lua dos fiéis enamorados...

Não tem como escrever tanta beleza!
Tudo é mistério, e o canto de paixão
é o canto que sonhei para ofertar-te...

Pois meu amor, a morte é uma certeza,
viver um grande amor é a flor da arte
e a vida é só um conto de ficção.

1 Comments:

Blogger Rolando said...

Olá. Estive aqui. Gostei dessa poesia em especial. Tudo 10. Apareça por lá. Inté.

September 10, 2010 10:29 AM  

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home